14 fev
por Patida Mauad 4 Comentários

Mulheres e Suas Motocicletas

Beth Bandeira é daquelas mulheres admiráveis, linda, guerreira e minha amiga, que sorte!

Eu ando pedindo pauta ou alguma boa história para mulheres que admiro e assim apareceu essa pauta.

Conversando Beth me “apresentou” a história da Sandra sua amiga,  fiquei louca e pedi… Beth me apresenta essa mulher, quero fazer uma entrevista para o blog.

Cá estamos!

Liguei para Sandra e ela gentilmente topou nos contar um pouco a história do livro incrível que acabaram de lançar.

Aqui o relato de Sandra Procópio Villela uma das escritoras.

Mulheres de Moto pelo Mundo.

No livro estão reunidas 45 crônicas escritas a partir das experiências vividas por um grupo de 17 mulheres que viajam juntas de motocicleta há mais de uma década, com seus maridos, namorados ou companheiros, como garupas ou pilotas.

Quem é a Sandra?

 Empresaria de 65 anos que adora a  vida, meus filhos, netos e meu namorado e companheiro. 

Sou de uma família de motociclistas. Meu avo português já era motoqueiro em Portugal onde viajava com amigos

Morando no Rio continuou a andar de moto e participou de provas do Circuito da Gávea, circuito charmoso e famoso para na época. 

Ando de moto nem me lembro desde quando.  Digo que tenho moto nas veias. 

Memorias antigas levam a minha infância onde  aprendi a dirigir com meu pai  a lambreta na fazenda onde morávamos. Nunca deixei de andar de moto. 

Sou a única mulher de quatro filhos e muitos primos homens.

Minha convivência com tantos meninos me fez viver uma eterna disputa com eles. 

Eu não podia ser a menina que fazia tudo igual a eles. Eu tinha que ser melhor. Era sempre um desafio pra mim nem sempre conseguia acompanha-los, mas sempre fazia a maior força.

No Brasil fiz varias viagens com meu ex-marido e meus irmãos e  cunhadas viagens fantásticas que ficam na memoria . O desafio era me superar e ficar igual a eles.

Depois dos 55 anos resolvi conhecer o mundo de motocicleta, já foram quase 40 países e muitos outros viram.  

Como surgiu a ideia de escrever o livro?

Este é um grupo de amigas do Rio que começaram a viajar juntos há 10 anos, em uma viagem a Portugal.

Estas mulheres resolveram fazer este livro para comemorar esses 10 anos.

Quando iniciaram suas viagens de moto?

Minha primeira viagem ao exterior foi um sonho. Meus irmãos estavam percorrendo boa parte da Europa durante 3 meses e me convidaram pra fazer uma parte dessa viagem, foram 23 dias. A melhor parte foram os países Nórdicos. Alemanha, Suécia, Noruega, fomos a Noth Cape ver o sol da meia noite, na Finlândia fomos à Cidade de Papai Noel. Chorei quando vi aquele Papai Noel lindo que já havia visto em um sonho de criança.

Esta viagem foi maravilhosa juntos aos 3 irmãos voltamos a ser crianças.  

Como acontece a programação para essas viagens?

Quando termina uma já começamos a pensar onde e quando vai ser a próxima.

Qual o prazer de estar na estrada?

Indescritível. O prazer de dirigir a moto é sempre um desafio, não pode nem piscar o olho, temos que estar sempre atentas aos erros dos outros. Adrenalina total.  Estamos sempre vulneráveis. 

O melhor de viajar de moto e que você interage com a natureza, você sente o vento, o calor, o frio, os perfumes…

Ninguém  entende a gente sentir frio, calor, tomar chuva por horas, andar em estradas terríveis, chegarem mortos de cansaço, mas quando chega ao destino é só felicidade.

Como surgiu o grupo das mulheres?

Na primeira viagem a Portugal.

Quantas vocês são?

Somos 17 escritoras, 15 garupeiras e só duas pilotas. 

Conte uma viagem que foi uma grande aventura?

Laus, Camboja e Tailândia. Lugares exóticos, o que nos proporcionou muitas surpresas.  Mulheres vendiam  nas ruas  baratas  e vários insetos consideradas iguarias no local.  Paisagens incríveis e um povo muito alegre.

Um sonho?

Conhecer o máximo de países possíveis. 

Um desejo?

Que meu corpo continue acompanhando a minha cabeça e  com saude para eu poder viajar por muitos anos a mais. 

Ah Sandra conta que a vantagem de pilotar sozinha e que fica com mais espaço pra bagagem ficando o banco do carona disponível para se aventurar a comprinhas.

Valeu Sandra!

Confira os posts relacionados

Deixe seu comentário

4 Comentários

  • Sandra
    15 fevereiro, 2019

    Patida. Adorei Ficou ótimo. Obrigada Bjs

    • Patida Mauad
      Patida Mauad
      15 fevereiro, 2019

      Obrigada você pela gentileza. Seguimos juntas!

  • Rosa Verney
    14 fevereiro, 2019

    Eu adorei o livro e admiro muito o élan de vocês com as motos! Parabéns! Para mim é a descoberta de um mundo novo e fascinante! 👏🤩⭐️

    • Patida Mauad
      Patida Mauad
      14 fevereiro, 2019

      Concordo querida. Liberdade para as descobertas. Obrigada por estar aqui!

  • instagram
    No images found!
    Try some other hashtag or username
    © 2019 Patida MauadDesenvolvido com por