Se Toca!

A informação é a base para quebrar tabus e reconhecer nossos reais desejos. Essa decisão é de cada uma e a gente por aqui adora novas descobertas.

Go go go!

Obrigada querida Nininha Campedelli pela sua sabedoria e disponibilidade.

Entrevistei para algumas informações e curiosidades.

59 anos, casada, mãe de 2 filhos, 22 e 19 anos.

Educadora em sexualidade – Pós graduação.

Idealizadora, curadora da Lediable .

Sex-Joy@lediable.lediable

Instagram: @lediable.lediable

O que faz um educador em sexualidade, ou comumente chamado de Educador Sexual?

O Educador sexual, ou Educador em sexualidade, é aquele que formal ou informalmente incentiva o ensino do pensar, do ouvir. Ensina a questionar de forma positiva ajudando na formação integral no sentido do amadurecimento intelectual e afetivo da pessoa em busca do bem estar consigo próprio e com o outro.

Através da educação sexual podemos assegurar o aprendizado positivo de todos os temas da sexualidade de forma a ajudar superar preconceitos, tabus, discriminações não só para si, mas para todos ao redor, e aí incluímos a saúde sexual, prazeres, desejos, descobertas para a construção da autoimagem e autoestima através de relações positivas e saudáveis.

Qual o perfil das consumidoras de “sex-toys”, ou “brinquedos eróticos”?

Esse perfil de quem compra e usa os “sex-toys” tem mudado muito, principalmente nesses 2 últimos anos (pandemia), onde os temas “Bem estar”, autocuidado, “self care”, estiveram e permanecem em alta mudando paradigmas e ajudando a experimentação de “brinquedos eróticos” de forma mais prazerosa e com menos culpa. Nasce então um mercado mais livre e natural voltado para o bem-estar e saúde sexual (Sexual wellness).

Em sua maioria são mulheres, buscando autoconhecimento e autonomia no prazer sexual. Notório que mulheres mais maduras (40+), estão em número crescente. Ainda que haja resistência pela falta de informação, e tabus, estamos vendo muita procura por parte de mulheres na faixa etária de 60/70 anos, enfatizando que prazer não tem prazo de validade.

O uso dos vibradores ou brinquedos eróticos ainda é um tabu?

Apesar de o mercado erótico estar presenciando um aumento significativo no pós-pandemia, falar sobre sexualidade, sobre “sex-toys”, vibradores, ainda gera um desconforto muito grande. 

Precisamos desconstruir essa ideia retrógrada que os vibradores ou acessórios eróticos são substitutos de “humanos”, que fazem o “outro”, ou “outra” menos.

A falta de informação, de uma educação sexual positiva, de conhecimento sobre o prazer sexual feminino contribui para o preconceito do uso. Precisamos normalizar o uso.

Os vibradores podem ser “aliados” na menopausa?

Com certeza as mulheres podem se beneficiar muito com o uso dos vibradores na menopausa, já que o estímulo da vibração pode ajudar a aumentar a circulação na região da vulva, gerando mais excitação (aumento da ereção do clitóris), melhora da lubrificação, etc.

Assim, experimentar o uso dos “sex-toys” de forma saudável, responsável e consciente pode ser um meio de autodescoberta e prazer, florescendo a confiança, segurança e auto aceitação, elevando a autoestima nessa fase de amadurecimento feminino.

O que é importante saber para escolha na hora da compra de um vibrador?

A escolha de um vibro vai depender principalmente do tipo de estímulo que a pessoa prefere/gosta,  que dá mais prazer, ou que está procurando descobrir.

Para ajudar, pensar no que te leva ao prazer é o início.

Faça essas perguntas e questionamentos para você:

Será que gosto mais de um estímulo externo, no clitóris?

Será que meu prazer vem pelo estímulo interno, pela penetração, indo em busca do ponto G?

Ou será que prefiro os dois?

A partir daí, podemos correr atrás de várias opções quanto à preferência de estímulos e prazeres.

Se for externo, os bullets ou capsulas vibratórias são incríveis para massagear o clitóris! Assim como as lendárias “magic wands”, sem falar nos modernos, tecnológicos e maravilhosos “sugadores”.

Se quiser um prazer interno por penetração, o ideal são os vibros que tem em sua ponta uma curvatura anatômica para alcançar através do canal vaginal as “costas” do clitóris (Ponto G).

Porém, se o que faz você “virar os olhos” é a combinação do estímulo clitoriano e penetração, os “rabbits” certamente serão imbatíveis.

Além disso, tem que se levar em consideração o material, durabilidade, forma de carregamento, se é a prova d’água ,valores etc.

Atualmente existe um modelo que está mais em alta?

Atualmente os toys com tecnologia de pressão de ar, comumente falado de sugadores de clitóris, são sem dúvida a grande revolução e inovação em benefício do prazer feminino.

A estimulação é sentida através do movimento de ondas de pressão impulsionando o bombeamento de sangue na região da vulva e proporcionando maior sensibilidade e facilitando orgasmos.

A marca referência mundial dos sugadores é a Satisfyer, com toda tecnologia alemã.

Dentre todos os modelos, o primeiro deles SatisfyerPro 2- Next Generation é o “queridinho” e segue sendo ainda o mais vendido no mundo apesar de outros modelos já terem sido lançados pela marca

Vamos de dicas incríveis?

Contos Eróticos

 “PRAZER TELA PRETA”é uma plataforma de áudios por assinatura de contos eróticos, onde diversos temas são abordados e narrados em várias vozes.

O @ouveamalu são áudios eróticos que dão voz ao prazer das mulheres

Filmes, documentários e séries?

NETFLIX

Série documentário  2022 

Gwyneth Paltrow e um time de especialistas ajudam casais corajosos que estão em busca de mais prazer e intimidade

  • Kiki – os segredos do desejo
  • Explicando – O orgasmo feminino

Podcast 

Sexoterapia

Livros 

 A revolução do Prazer(Emily Nagosski Ph.D)

Filmes Eróticos – diretora Erika Lust – X Confessions(coleção de curtas)

Deixe comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.