22 maio
por Patida Mauad 0 Comentários

Menopausa

Vamos falar da Menopausa na verdade do fogacho especificamente. Sim tem muitas mulheres que entram na menopausa e não vivenciam esse sintoma. Aquele calorzinho calorzão que incomoda muitas, outras nem tanto.

Como pode?

Somos diferentes cada mulher é única, por isso tantas diferenças nessa fase da vida.

Faz meses que as mulheres da minha vida e outras que passam pela vida, me pedem uma matéria falando desse assunto que tanto nos incomoda.

Eu tenho fogacho há quase vinte anos ;-O

Como assim Patida, todos esses anos?

Sim todos esses anos.

E não passa?

Ainda não passou.

Vou tentar resumir tudo que já fiz e quais as técnicas que uso para viver feliz.

Só de falar lá vem ele, o calor, rs.

Quando entrei na menopausa senti um pouco de cansaço, um pouco de mau humor que passou rapidamente. Tento e trabalho para esses bichinhos não me pegarem e quer saber, funciona.

São vários os sintomas, ressecamento de pele, cabelos fracos, mau humor, noites mal dormidas, diminuição da libido, entre outros.

Tive a sorte, de sofrer mesmo só com o fogacho.

Importante dizer que faço exercícios físicos desde os cinco anos de idade, quando  

comecei a nadar. Na adolescência era esportista na escola, ganhava todas as medalhas, rs, participava de quase todas as atividades, eu não gostava de estudar compensava nas atividades esportivas.

Revezo entre nadar meu grande amor, musculação, caminhadas, yoga e o que mais vier. Fui ciclista nos anos 80, 90 em SP depois só de fim de semana, onde andava aos domingos 10 km do Minhocão viaduto que fechava aos domingos para lazer, hoje fecha aos sábados também.

“Aos sábados, domingos e feriados o fechamento será em período integral.”

Minha alimentação é super saudável, não como enlatados, carne vermelha, não tomo refrigerantes, balas, nada em saquinhos…

Outra coisa importante de contar aqui, mamãe teve câncer de mama, zerou em um ano. Hormônios nunca estiveram nos meus planos antes disso depois never more.

Quando os calores começaram como sou naturalista e antroposófica testei e testo tudo que aparece nessa linha.

Uso medicamentos da antroposofia, homeopatia, fitoterápicos, alopatia só quando não tenho alternativa dai me rendo.

Já tomei isoflavona, misturas de manipulados e ansiolítico, tibolona, chás vários, capsulas de amora, mistura de sálvia foi o que me ajudou muito durante um tempinho… Todas as medicações que tomei até hoje ajudaram temporariamente.

Hoje tomo melatonina ajuda para um sono mais tranquilo, pois acordava muito com os calores noturnos.

Médicos foram vários, antroposóficos, bruxos, homeopatas, florais, alopatas, terapeutas corporal, óleos.

Li e leio bastante sobre o assunto na esperança de algo que solucione.

Resolvi me libertar de tudo isso. Atenção isso não tira a busca para soluções, ok.

Detalhe: Não muda nas estações do ano, tipo: Inverno menos calor, verão mais, não o ano todo a sensação e “autenticidade” do fogacho é igual.

Há seis anos fui encontrar um amor que veio de longe e fiquei chateada de pensar poxa vou namorar em alto mar, ele é velejador, e esse incômodo do calor.

Corri na gineco, ela sugeriu usar um hormônio para testar, abri mão e topei. eu iludidamente pensei… Bom se vou usar hormônio pela primeira vez aos cinquenta e poucos anos vai funcionar rapidinho… Não foi assim.

Primeiro usei um hormônio em gel e nada.

Dai a sugestão do hormônio injetável ela pediu que eu tomasse 1/3 para experimentar, por saber que eu nunca tomava e não tomo alopatia.

O troço era tão do “mal”, já até saiu do mercado, que funcionou em três dias eu não sentia mais nada.

Assustador!!!!

Voltei ao consultório…

Claro que já havia lido a bula. Tenho mestrado nisso, rs.

Ela na verdade já havia me esclarecido do que se tratava, sou das que pergunta e questiona tudo antes de usar qualquer medicação seja alopática ou não.

Cristina que medicação é essa que tomei?

Cheguei logo dizendo… Não tomo mais, rs.

Resolvi tomar mais 1/3 no mês seguinte para namorar e nunca mais.

Construir um olhar diferente para os fogachos foi essencial para diminuir o incomodo olhar amorosamente e com atenção é confortante.

Hoje ele, o fogacho, continua aqui, mas nossa relação é outra.

Dicas:

Medite

Faça amor

Exercite

Alimente se bem

Descanse

No stress

Dê risadas

Converse e troque experiências com as amigas

Respire

Seja feliz

Eu sou!

Aqui alguns posts para te inspirar a ter uma vida saudável.

O corpo precisa

Sou natureba!

Porcaria eu não como

Nadar é preciso

Confira os posts relacionados

Deixe seu comentário

instagram
  • Quero fazer mais e no sei o que  assim
  • Acredito que pequenos detalhes fazem a diferena Uma camisa aberta
  • Eu amo o centro de sp No Viaduto do Ch
  • Eu amo o centro de sp No Viaduto do Ch
  • Um passarinho me contou que nem todos conhecem o blog
  • Felicidade exige ateno e foco Li uma frase quase isso
  • Hoje a foto do tbt  amor O video do
  • Vou contar um segredo Qual sua misso na vida? Sempre
© 2019 Patida MauadDesenvolvido com por