23 jan
por Patida Mauad 0 Comentários

Fim de Semana Saindo de Lisboa por Caio Veronese

Tenho 40 anos e nunca senti a necessidade de ter um carro.

Talvez porque ainda não fui pai, mas acho que principalmente pela sensação de dirigir uma moto e sentir o vento, o cheiro e a liberdade. Mas por aqui é mota. Estamos em Portugal. Mudei pra cá a pouco mais de quatro meses e a moto/a foi muito importante para conhecer um pouco mais de Portugal. Durante meus fins-de-semana, escolhia um lugar, virava a moto e ia.

Gostava de me perder para achar. Achava uma estrada vicinal linda, achava uma igreja no meio do nada, um restaurante de interior com um belo prato do dia. E foi assim que eu criei muitos roteiros por Portugal.

Gostaria de levá-lo para um passeio de um dia por um dos lugares mais lindos que visitei aos arredores de Lisboa. O passeio será pela praia. De Lisboa à Cascais, subindo para Boca do Inferno, Praia do Guincho e Cabo da Roca.

Fiz o passeio de moto, mas pra facilitar, vou mostrar o passeio indo de transporte público. Se estiver de moto ou carro, é só seguir a linha do trem, junto ao mar, que você sai em Cascais. E de lá, siga as instruções que darei mais pra frente.

Nosso ponto de partida é a Praça do Comércio, centro de Lisboa.

Caminhando em 10 minutos chegamos à estação do comboio no Cais do Sodré.

Antes de pegar o trem, do outro lado da rua, em frente, temos o TimeOut ou Mercado da Ribeira. Lá tem o melhor pastel de nata de Portugal, o da MATEIGARIA!!!!!!! Eles vendem 4000 pastéis por dia e provavelmente terá uma filinha que deve durar uns 2 minutos.

Pastel de nata, não pastel de Belém.

O pastel de Belém é como se fosse uma denominação de origem controlada de araque. Só tem em Belém, na loja tradicional antiga, lotada e com atendimento péssimo, nos outros lugares são pastéis de nata.

Depois de comer no mínimo dois pastéis por pessoa, menos que isso eles ficam chateados.

Atravesse a rua e entre na Estação Cais do Sodré. Um bilhete por pessoa com as passagens de ida e volta comprada, entre no trem que sair mais rápido, pois todos vão para o mesmo lugar, Cascais.

O trajeto até Cascais leva 40 min e o trem vai beirando o mar, em algumas partes, a coisa mais linda. Ele passa por freguesias tradicionais dos arredores de Lisboa, com construções antigas.

Pegue um dia de sol e curta o passeio.

Na estação final, estará em Cascais. Mantenha seu cartão de embarque em mãos, pois você precisará dele pra sair da estação, também.

Saindo da estação, existe uma rotatória, localize um Mac Donalds gigante e desça por esta rua.

Lembrando que comer no Mac Donalds, em Portugal, dá dois dias de cadeia e multa (brincadeirinha, mas deveria!)

Ao final dela, à esquerda, temos uma praia linda de pedras chamada Praia da Rainha.

Volte para a principal e à direita, desça a rua pelas lojinhas lindas e restaurantes deliciosos e você chega ao centro de Cascais. Uma avenida florida, com bares, restaurantes, música e muita gente bonita. Faça uma visita à praia e siga o mapa a cima.

Suba pela praia e vá até o Fortaleza de Nossa Senhora da Luz. Dentro tem uma linda e branca praça com cafés, hotéis/pousadas, galerias de artes.

Saindo da Fortaleza, desça a Avenida Rei Humberto ll de Itália passe pela lateral da Fortaleza e passe pela Fundação D. Luís I (Centro Cultural de Cascais), Capela de São Sebastião, Museu Condes de Castro Guimarães (Este palácio de estilo revivalista construído em 1900 tem exposições de pintura, artefatos e livros antigos). Lembrando que todos estes lugares podem ser visitados. Sempre em frente, ainda pela Av. Rei Humberto ll de Itália, inicia-se uma calçadão com uma ciclovia. Ande por ela vendo as mansões do lado direito e as formações rochosas e o mar do lado esquerdo. Em alguns minutos você chegará à Boca do Inferno.

Desça até a beira do mar. O lugar é incrível.

Caso estejam de carro, espero que esteja de moto, o passeio continua. Caso contrário, volte e se perca pelas vielinhas de Cascais. Nunca tem erro. O lugar é delicioso.

Seguindo da boca do Inferno, sempre em frente você fará o litoral todo e em alguns quilômetros estará na Praia do Guincho Norte e Sul.

Mar agitado, muito vento. Lugar muito frequentado por kite surfistas.

Tem alguns restaurantes de frente para o mar com visuais incríveis, não sei se a comida é boa, mas o visual já vale a pena

Depois de uma parada pra ver o visual ou almoçar na Praia do Guincho, começa o caminho para o lugar mais bonito que visitei em Portugal: o Cabo da Roca.

Seguindo em frente, da Praia do Guincho, entramos na N247, use o Waze.

É uma pequena estradinha vicinal que nos leva ao Cabo da Roca, o ponto mais ocidental da Europa e por muito tempo se achava que a terra acabava ali. Camões escreveu: “Cabo da Roca aqui onde a terra se acaba e o mar começa”

Na época se acreditava que não existia nada pra lá do Cabo. O visual é deslumbrante. Um paredão de rocha com o mar selvagem, água transparente um visual incrível. Tem estacionamento e é grátis.E este foi o meu dia com vocês em Portugal. Aproveitem tudo que o terceiro país mais seguro do mundo tem a oferecer… Ande pelas ruas até de madrugada, se perca nas ladeiras da Alfama, ouça fado, tome bons vinhos da casa. Sim!!! O vinho da casa é, quase sempre, um bom vinho e sempre com um bom preço. E volte sempre… Seja de carro, a pé ou de comboio.

Instagram: @veronesecaio

Confira os posts relacionados

Deixe seu comentário

instagram
  • Quero fazer mais e no sei o que  assim
  • Acredito que pequenos detalhes fazem a diferena Uma camisa aberta
  • Eu amo o centro de sp No Viaduto do Ch
  • Eu amo o centro de sp No Viaduto do Ch
  • Um passarinho me contou que nem todos conhecem o blog
  • Felicidade exige ateno e foco Li uma frase quase isso
  • Hoje a foto do tbt  amor O video do
  • Vou contar um segredo Qual sua misso na vida? Sempre
© 2019 Patida MauadDesenvolvido com por