Festa e Paixão

 

A paixão  bateu na minha porta!
Era uma tarde ensolarada, quando, recebo telefonema de Rui amigo/amor, ele me chamava de fada madrinha, e eu,   claro, amava.
Patida, tudo bem? Apareceu um amigo de surpresa em casa, posso levar na sua festa? Eu, desde que me entendo por gente, faço festas.
Claro querido, amigos dos amigos são bem vindos.
Um sábado à noite.
Uma festa pequena, um encontro coletivo, para ser feliz, olho no olho, beber, dançar e gargalhar.
Chegam meu amigo/amor e seu amigo.
Bati o olho, dei boas vindas e pensei: Fudeu!
Naquele instante senti um calor, um arrepio, ui, falei baixinho no meu próprio ouvido, vamos ficar juntos. Nada importava, tempo, segundos, meses, anos... Meia hora depois estávamos grudados e de mãos dadas. Virou uma paixão fulminante, que duraram lindos seis meses, ou oito ou nove, não importa.
Não foi tranquilo, mas foi avassalador. Muitas diferenças nos torneavam, o que fez pouca diferença diante do desejo de nos divertir. Sintonia fina sabe.
Mas acabou por quê?
Porque foi uma paixão e paixão tem prazo de validade. Gostamos de compartilhar esse processo exatamente dessa forma. Aprendi, curti e me diverti horrores.
E assim eu levo a vida. Vivendo intensamente, sem prazo de validade, deixo esses para os produtos no supermercado. Adoro fazer supermercado.
Até o próximo amor, a próxima paixão, ou quem sabe um namorinho, ou apenas uma noite.
Vemos-nos por ai ou aqui.
Beijo meu para você!
A foto que ilustra, é o meu amigo/amor, Rui que virou estrela, e levou a paixão na festa.

2 Comments On “Festa e Paixão”

  1. Patida, que doce lembrança!
    Este seu texto organizou melhor meus sentimentos, minha casa da saudade.
    Rui já nasceu estrela, sabemos, anjo, bodhisattva, um ser iluminado…
    Nunca mais conheci ninguém que gostasse tanto de festa; ele era uma balada ambulante.
    Viva Patida! Você faz jus ao título de madrinha-fada, justamente aqui na Casa Viva. Deixo um palíndromo, para com seu nome brincar, para se ler de trás pra frente, desorganizar…
    A DITA PATIDA

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *