04 jul
por Patida Mauad 4 Comentários

Familia

Minha gestação por ela, Mãe Laís!

Mamãe pós-gestação do meu irmão, que antecedeu a minha, teve um problema de saúde onde correu risco de vida. Alguns médicos sugeriram que ela não engravidasse mais.

Três anos depois veio a minha gravidez. Sigilo total, ela e papai resolveram guardar esse segredo por quatro meses para o comunicado as famílias, poupando assim uma preocupação antecipada. A possibilidade de retirar o bebê jamais existiu, minha mãe jamais permitiria, e ela tinha certeza do meu nascimento com saúde e fé, como foi.

Mamãe é muito religiosa, orações iniciaram esse período, juntos seguraram essa onda.

 

Passado os quatro meses comunicaram aos familiares, alguns preocupados, outros nem tanto e o médico da família, também amigo, lhes aliviaram referente à gravidez, o que para minha mãe estava claro e definido. A partir dai mais uma corrente de oração envolveu a gravidez e eu que já existia rodeada de amor e proteção.

Recentemente me contou que rezava para Nossa Senhora dizendo que se fosse para ter outro filho ou filha que viesse, e assim nasci protegida e abençoada.

Cheguei dia 6 de junho de 1958, oficializando a proteção divina, sim eu acredito na hora da benção de Nossa Senhora Aparecida na radio da cidade, às 15h, na cidade de Ubá, MG. O que me proporcionou, em agradecimento, meu nome Maria Aparecida Mauad.

O inicio de uma vida mágica, um amor indescritível, uma cumplicidade e identificação, nasceram entre nós, mãe e filha.

Meus avós e Meus pais.

 

Hoje Laís, capricórnio ascendente aquário, tem 96 belos anos. Guerreira, trabalhadora, costura desde os 7 anos, sim até hoje, forte, linda, uma mulher além do seu tempo. Minha bisa é descendente de índio, bisavô médico, meu avô fazendeiro, vovó Francisca, conhecida como Chiquita, vanguardista, professora de francês, meio bruxa meio santa, religiosa, ambas devotas de Santa Terezinha. Acredito que mamãe, como eu, herdou muito de Chiquita. Neca Dias, meu avô era fazendeiro em MG, teve a primeira fábrica de doce de leite no Brasil, com o nome Caburé, nome que também era conhecido,  gostava mesmo era de seguir políticos pelo Brasil a fora. Amigo de Juscelino Kubitscheck.

 

Meu pai Abib, capricórnio ascendente leão, libanês uma fortaleza, um cara fantástico, alegre, aventureiro, sedutor, meu grande amor. Aos 86 anos teve câncer que o levou dos meus braços. Choro.

Seu pai, meu avô Mansur refugiado do Líbano veio antes chegou ao Rio de Janeiro onde encontra um amigo, iniciando sua vida em Ubá, MG. Se tornou comerciante, meu pai iniciou o trabalho aos 8 anos no balcão. Meu avó uma pessoa rígida, fechado, pobre, conquista a vida e com muita dificuldade cria os filhos.

 

 

Minha avô libanesa, Marina do lar, veio tempos depois de navio, a viagem durou 3 meses e meio, com meu pai Abib, três anos e meu tio Elias, os outros quatro nasceram no Brasil.

Contam que vovó fez toda a viagem tendo muito enjoo o que não permitiu cuidar dos dois, os tripulantes abraçaram a causa e cuidaram até a chegada ao Brasil.

Pai e mãe, o encontro.

Tia Dolores casada com Paulo irmão de mamãe, desejava apresentar minha mãe Laís a Abib, onde ela imaginava que os dois poderiam ser namorados e tinham a ver. Esse encontro aconteceu e sim, ela tinha razão, se apaixonaram. Papai viaja de bicicleta 24km para namorar, ela na fazenda e ele na cidade.

Não sei muitos detalhes desse namoro, mas sei que se casaram pouco tempo depois, mamãe tinha 24 anos na época, gerando um casamento de 60 anos de parceria e muitas histórias.

Minha família 

Nascemos todos em Ubá.

Maria Luiza dez anos mais velha, dentista, mãe do Hugo, meu primeiro sobrinho e amor,  Bruno meu amigo e cumplice, leonina ascendente leão. Guerreira, amável, colaboradora, mãe e pai, estudiosa, todos foram, artista, negociante, herdou muito do papai. Amorosa e doce. Luiza cuidou de todos nós.

Neuza Marina oito anos a mais, médica, competente, decidiu assim que formou que cuidaria dos menos favorecidos, se aposentou no SUS, intelectual, canceriana, cuidadora por natureza, viajante, dançarina como papai, mãe da Marina, nossa doce e primeira menina, ama crianças, do Marcelo amante da natureza, protetor da vida, inteligente e amoroso, pai da Maia. Minha primeira sobrinha neta, hoje com dois anos.

Abib, Biba, dentista, leonino, engraçado, adora futebol, amoroso a sua maneira, três anos de diferença o que nos fez parceiros de brincadeiras, quando ele permitia. Tenho lembranças das nossas brincadeiras e coisas da vida. Pai da Lívia, advogada, elegante, discreta e engraçada, minha afilhada e Letícia dentista, inteligente, linda e adora borboleta.

Maria Aparecida, Patida desde os 7 anos, apelido dado pela Neuza, que por muito tempo foi minha segunda mãe. Geminiana ascendente escorpião, lua em aquário, meio do céu em leão. Sou detalhista, revolucionária, vanguarda, guerreira, sonhadora, organizada por natureza, amo arte em toda sua plenitude, sou autodidata, não gostava de estudar, leio o que gosto, sou divertida, amo viajar, inovadora, exigente, amo crianças, livre, disponível, amorosa, amiga, artista desde criança, generosa, acredito e desejo um mundo melhor, espiritualista, acredito em Deus, tenho fé, optei por não ser mãe, amo viver!

Tenho orgulho da minha família e agradecida por te los em minha vida!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Confira os posts relacionados

Deixe seu comentário

4 Comentários

  • Karina
    05 julho, 2018

    Que lindo. Lembrei muito dos seus pais em Marataizes. Sr Abib nadando , D Lais conversando com os amigos na barraca. Todos reunidos, Luiza, Neuza, Biba genros , noras e netos para festejar o aniversário da D Lais. Com muita comida árabe … excelente descrição, sempre som seu olhar único . 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

    • Patida Mauad
      Patida Mauad
      05 julho, 2018

      Obrigada Karina pelo seu relato! Beijo

  • Bruno
    04 julho, 2018

    Que registo bacana! Essa é a família Mauad, nossa família! Beijos

    • Patida Mauad
      Patida Mauad
      04 julho, 2018

      A vida registrada em forma de amor. Obrigada por você ser quem é. Te amo meu sobrinho!

  • instagram
    © 2018 Patida MauadDesenvolvido com por