20 jun
por Patida Mauad 2 Comentários

Capítulo I

O sonho

Um fim de semana em Itamonte, na fazenda da amiga Denise, aonde fui meditar, saborear a natureza, ler e sentir a vida calmamente.

Foi em um final de tarde, lendo o Dalai Lama, que cochilei e acordei com a imagem nítida da “minha casa”. Na verdade, uma casa que não existia, ainda.

Sentei, -sempre que viajo tenho ao meu lado um bloquinho e caneta-,  e “rafiei” um desenho nu e cru.

O sentimento imediatamente foi de “um dia vou construir essa casa”.

A partir daquele dia, foi montada a pastinha, sim uma pastinha, com todas as imagens que me seduziam, alguns rabiscos de desejos, referências das minhas viagens e assim foi por uns 18 anos.

Foto: Rui Mendes 

Confira os posts relacionados

Deixe seu comentário

2 Comentários

  • Maria
    04 setembro, 2018

    Adoro minha casa…quase tudo foi idéia minha…lembra roça. ..minha infância. .antiguidades…

    • Patida Mauad
      Patida Mauad
      04 setembro, 2018

      Eu acredito que em uma casa moram nossas lembranças. Eu amo misturar, peças antigas, peças de design com peças que eu desenho. Assim me sinto bem e feliz. Quando vou decorar algum espaço o que mais me interessa é a história e os desejos do meu cliente. Obrigada pelo seu olhar. Beijo!

  • instagram
    © 2018 Patida MauadDesenvolvido com por